Orquestra de Viola Caipira de Hortolândia é atração do Recital de Inverno da Prefeitura, nesta sexta-feira (29/07)

Da Redação | Prefeitura de Hortolândia

Evento será, às 19h, na Unidade Cultural Arlindo Zadi, no Jardim Amanda

Quer uma dica de lazer para começar em alto astral o fim de semana? A grande pedida é o “Recital de Inverno”, promovido pela Prefeitura de Hortolândia. Uma das atrações será a Orquestra de Viola Caipira de Hortolândia. O evento terá ainda apresentações de alunos e professores de música da cidade. O recital será às 19h, no Teatro Elizabeth Keller de Matos, dentro da Unidade Cultural Arlindo Zadi, localizada na rua Graciliano Ramos, 280, Jardim Amanda. A entrada é gratuita para o público, com classificação indicativa livre. A Prefeitura reforça que é obrigatório o uso de máscara para assistir as apresentações.

O recital reúne artistas, alunos e professores de escolas de música particulares e públicas da cidade. O objetivo é dar visibilidade à formação e criação de música de variados estilos e gêneros que acontece no município. A curadoria foi feita pelas professoras Dalette Dias (Escola Almeida Dias) e Edilaine Silva (Escola Musical´art). O evento já teve apresentações do cantor gospel Leonardo Gonçalves e da cantora Li Martins

A programação do recital prossegue até o sábado (30/07) (confira abaixo a programação). A programação também está disponível no site Mapa da Cultura, da Secretaria de Cultura, e por meio do QR Code que consta no arquivo anexo abaixo.

Durante o evento, o público poderá também praticar a solidariedade com a doação de um quilo de alimento não perecível. A campanha de arrecadação será promovida pelo FunSol (Fundo Social de Solidariedade), órgão da Prefeitura. As doações serão destinadas a pessoas em situação de vulnerabilidade social.

Confira abaixo a programação do “Recital de Inverno” desta sexta-feira (29/07):

19h: Orquestra de Viola Caipira de Hortolândia

– “Saudades da minha terra” (Belmonte)

– “Chico Mineiro” (Tinoco)

– “Menino da porteira” (Teddy Vieira)

– “Ainda ontem chorei de saudade” (Moacyr Franco)

– “Boate azul” (Benedito Seviero)

– “Tá bombando” (Chico Amado)

– “Pagode em Brasília” (Lourival dos Santos/Teddy Vieira)

– “Vida amargurada’ (Marco Aurélio e Bueno)

– “Fuscão preto” (Gilberto Felício Silveira) 

– “Moreninha” (Joaquim Manuel de Macedo)

– “Na sola da bota” (Chico Amado)

20h: Professor Lemuel Cordeiro e alunos

– Bernardo Meidas (violino)

música: “Canção de maio” (composição folclórica)

– Eduarda Santana (violino)

música: “Minuetos 3” (Johann Sebastian Bach)

– Nicole Santos (violino)

música: “O fazendeiro feliz” (R. Schumann)

– Allison Rodrigues (violino)

música: “Vai contar para tia Rhody” (canção folclórica)

– Moisés Oliveira (viola) 

música: “Gavotte” (Gossec)

– Vinícius Fenelo (violino)

música: “Duo para 2 violinos” (Pleyel)

20h30: Professora Kemily Valle e alunos 

– Kemily Valle (piano) e Fabrício Michel (violino)

música: “You raise me up” (Rolf Løvland) 

– Kemily Valle (órgão eletrônico)

música: “La cumparcita” (Gerardo Matos Rodríguez) 

Programação do Recital de Inverno:

Dia 30/07 (sábado):

– 10h: Professora Laine Silva e alunos (Escola Musical´art) 

– 11h: Professora Dalette Dias e alunos (Escola Almeida Dias) 

– 15h: Professora Jhenifer da Silva Mendonça e alunos (Escola Ateliê da Música) 

– 16h: Professora Leara Mendes e alunos (Escola Leara Ensino Musical) 

– 18h: Professora Mizael Alves e alunos 

– 18h30: Professora Selma Epifânia e alunos (Instituto Perugini)

– 19h: Escola de Música Symphonia

Prefeitura de Hortolândia promove batalha de rima

Da Redação | Prefeitura de Hortolândia

Evento será na próxima terça-feira (19/07), às 19h, no Centro de Memória; participantes deverão fazer inscrição no dia 

Você manda bem nas rimas? Tem um flow contagiante? Então, se liga! A Prefeitura de Hortolândia promoverá o evento “Batalhas, rimas e conhecimento”, na próxima terça-feira (19/07), às 19h, no Centro de Memória de Professor Leovigildo Duarte Junior, localizado na rua Rosa Maestrello, 2, Vila São Francisco. A batalha será aberta para manos e minas da cidade e da região. 

Quem quiser participar, é so comparecer no evento e fazer a inscrição na hora. As regras serão informadas antes do início das batalhas para os participantes e o público. A principal regra é que serão proibidos palavrões e ofensas às comunidades étnicas e LGBTQIAPN+, às mulheres, pessoas com deficiência (PCDs) ou qualquer outro tipo de insulto ou discriminação.

O evento terá batalhas em um ringue onde 12 duelistas vão “lutar” dois rounds, cada um com 30 segundos de duração. Em caso de empate, será disputado o terceiro round, no qual os competidores deverão mandar rimas sobre um tema relacionado com alguma área do conhecimento até que haja um vencedor. O tema será definido na hora pela plateia. De acordo com a Secretaria de Cultura, haverá premiação em dinheiro para os três primeiros colocados: 1º lugar – R$ 300,00; 2º lugar – R$ 200,00; 3º lugar – R$ 100,00.

As batalhas de rima surgiram praticamente junto com a cena de rap e hip hop nos Estados Unidos, nos anos de 1980. As batalhas se caracterizam pelo duelo entre MCs, que fazem rimas de improviso na hora.

Para o secretário de Cultura, Régis Athanázio Bueno, a realização do evento é pertinente, uma vez que as batalhas de rima fazem parte da cultura da cidade. “Os elementos do hip hop estão muito presentes na cultura de Hortolândia. Desta vez, vamos exaltar a poesia das quebradas, o improviso e a livre e responsável manifestação artística dos MCs. O Centro de Memória está voltando a ser um dos principais pontos de encontro da cidade. No século passado, era para ver o trem passar. Agora, é para curtir as mais diversas linguagens da nossa cultura”, destaca Bueno.

Atrações musicais

Para animar e inspirar ainda mais o público e os competidores, a batalha terá duas apresentações com as rappers Cris SNJ e Jovem MK (foto), de Hortolândia. 

Com 20 anos de carreira, Cris SNJ é conhecida como integrante do grupo SNJ (Somos Nós A Justiça), um dos principais nomes do rap brasileiro. Em paralelo, Cris também é artista solo, tendo já lançado o disco “Evoluindo através dos tempos”, no qual contou com a participação do rapper Rashid. 

Nascida em Hortolândia, MK é cantora e compositora. Com flows potentes e agressivos, a jovem artista independente já desponta na cena musical com músicas nos estilos trap, drill e funk rap. A batalha terá ainda como MC (mestre de cerimônia) Crônica Mendes e discotecagem com o DJ Romeu. 

Novidades tecnológicas e visitação

Além de torcer pelos seus rimadores favoritos e conferir as apresentações musicais, o público poderá ainda visitar o Centro de Memória, que estará aberto para visitação. O espaço ocupa o prédio da antiga estação ferroviária Jacuba, que foi restaurado pela Prefeitura e inaugurado em 2014. O espaço guarda parte importante da história do município, com um acervo de objetos, fotos e materiais antigos. 

O Centro de Memória está com duas novidades tecnológicas para o público. A primeira é a câmera de monitoramento de trens que passam na via férrea ao lado do local. A câmera, do modelo 360º, funciona 24 horas. As imagens da câmera são exibidas em tempo real no canal no YouTube do grupo Railcam Brasil. O equipamento foi inaugurado no evento “Café Com Viola”, realizado, em maio, pela Prefeitura em comemoração ao 31º aniversário de emancipação política de Hortolândia. 

O fornecimento e a instalação do equipamento foram feitos pelo grupo Railcam Brasil, que reúne admiradores e fãs de trens e ferrovias do Brasil e de outros países. Hortolândia é o segundo município a receber a câmera. A iniciativa conta com o apoio da empresa Rumo e da Prefeitura. 

Além da câmera, o grupo disponibilizou o Wi-Fi gratuito no Centro de Memória, cujo uso é gratuito somente para visitantes, mediante uso de senha, fornecida pelo espaço. 

Outro atrativo do Centro de Memória é a exposição “Chiquinho: trajetória e legado do mestre do mundo”, em homenagem ao Mestre Chiquinho, um dos moradores mais ilustres da cidade. A exposição, inaugurada em dezembro de 2021, reúne cerca de 100 objetos, dentre fotos, vestimentas, fantasias e outros itens, que fazem parte dos acervos pessoal de Mestre Chiquinho e do próprio centro. Um dos itens de destaque é uma foto antiga do avô de Mestre Chiquinho, que de acordo com ele, tem mais de 100 anos. “É a foto mais antiga da exposição”, conta o homenageado.

Dançarinos e grupos de dança podem se inscrever para festival da Prefeitura

Da Redação | Prefeitura de Hortolândia

Inscrições para o festival “Dança Hortolândia” podem ser feitas até o dia 30 deste mês; evento será nos dias 22, 23 e 24 de setembro

Você gosta de dançar? Então, mostre do que você é capaz e encante o público no festival “Dança Hortolândia”. Quem quiser participar deve fazer inscrição por meio deste LINK. A inscrição também pode ser feita por meio do QR Code que está no arquivo anexo abaixo. O prazo de inscrições termina no dia 30 deste mês. O festival é aberto somente para artistas, professores, alunos e grupos de dança do município. O evento será realizado pela Prefeitura de Hortolândia em parceria com a escola Danç´Art.

O festival terá apresentações de dança das seguintes modalidades: balé, jazz, sertanejo, danças urbanas, afro e gospel, e estilo livre. Os dançarinos poderão fazer apresentações solo, em dupla, trio ou em grupo, divididas por categorias etárias: baby (4 a 6 anos), infantil (7 a 11 anos), junior (12 a 14 anos), juvenil (15 a 17 anos), adulto (a partir de 18 anos) e melhor idade (a partir de 60 anos). 

O regulamento completo do festival está disponível no site Mapa da Cultura, da Secretaria de Cultura. Mais informações sobre o festival, estão disponíveis no próprio site Mapa da Cultura, ou pelo Zap da Cultura, serviço de atendimento via WhatsApp, cujo número é (19) 99979-5576.

O festival será nos dias 22, 23 e 24 de setembro, no teatro Elizabeth Keller, que fica na Unidade Cultural Arlindo Zadi, órgão da Prefeitura, localizado na rua Graciliano Ramos, 280, Jardim Amanda.  O evento será aberto para a população. 

Crédito da foto: Gabriel Oliveira

Biblioteca Municipal de Hortolândia comemora Dia Mundial do Rock com biografias de roqueiros famosos

Da Redação | Prefeitura de Hortolândia

Acervo do órgão tem 10 títulos sobre artistas brasileiros e internacionais consagrados

Rock também é cultura. Ao longo de sua história, o gênero musical rompeu barreiras geográficas e se espalhou pelo mundo. Foi a trilha sonora que impulsionou mudanças comportamentais, sociais e até políticas. Para comemorar o Dia Mundial do Rock, nesta quarta-feira (13/07), a Biblioteca Municipal Terezinha Mendonça de França Duarte, órgão da Prefeitura de Hortolândia, tem em seu acervo 10 livros sobre roqueiros brasileiros e internacionais consagrados. Então, aumente o som, ouça suas músicas de rock favoritas e boa leitura!

A primeira sugestão da lista é o livro “Cazuza Preciso dizer que te amo – Todas as letras do poeta”, que compila as letras compostas pelo artista na fase em que foi vocalista do grupo Barão Vermelho e depois em carreira solo. A compilação foi feita por Lucinha Araújo, mãe de Cazuza.

Renato Russo, outro artista importante do rock brasileiro dos anos 1980, também é tema de vários livros. A biblioteca dispõe de três títulos sobre o falecido líder da Legião Urbana. Um deles é a biografia “Renato Russo – O Trovador solitário”, escrita pelo jornalista Arthur Dapieve. Para quem quiser conhecer o pensamento do roqueiro, a dica é “Renato Russo de A a Z”, livro que reúne, em ordem alfabética, as ideias do artista. Já o livro “Conversações com Renato Russo” reúne trechos de entrevistas, concedidas a diferentes órgãos de imprensa, nas quais o roqueiro fez declarações reveladoras de sua vida pessoal e de seu trabalho. 

Toca Raul!

Um dos artistas mais emblemáticos do rock brasileiro é Raul Seixas. Para quem já é fã ou quer conhecer o artista, a biblioteca tem dois títulos sobre o artista. O primeiro é a biografia “Metaformose ambulante – Vida alguma acontece, morte alguma coisa pode acontecer”, de Mario Lucena. Já o outro livro é “Raul Seixas por ele mesmo”, que reúne material compilado por Sylvio Passos, presidente do fã-clube Raul Rock Club, reconhecido oficialmente pelo próprio artista quando ainda era vivo.

Cássia Eller, uma das principais artistas do rock brasileiros dos anos 1990, também marca presença na biblioteca com o livro “Cássia Eller – Canção na voz do fogo”, escrito por Beatriz Helena Ramos Amaral. 

Rock internacional

Já para os fãs de rock internacional, um dos destaques da biblioteca é “The Beatles – Antologia”, obra que compila entrevistas concedidas pelos quatros integrantes da mais famosa banda de rock do mundo. 

A biblioteca também tem livro para os fãs de heavy metal. A dica é o livro “Confie em mim, eu sou o Dr. Ozzy”, escrito por Ozzy Osbourne, vocalista do grupo Black Sabbath. Em 2010, o roqueiro foi convidado pelo jornal britânico Sunday Times para escrever uma coluna semanal com dicas e conselhos sobre temas variados, desde sexo a drogas. O livro compila as dicas do roqueiro publicadas na coluna. 

Para fechar a lista de sugestões literárias de rock, a biblioteca tem em seu acervo o romance “Daisy Jones & the six: uma história de amor e música”. Ambientado nos anos de 1970, o livro conta a trajetória de uma banda fictícia chamada The Six, liderada por Daisy Jones, uma jovem de Los Angeles que sonhava em cantar rock e ser famosa. O livro é da autora norte-americana TaylorJenkind Reid. 

“Esse livro está na moda e é um dos mais indicados na comunidade BookTok de usuários que fazem resenhas e recomendações de livros no aplicativo TikTok. Ele não para na estante da biblioteca. É um dos mais procurados pelos leitores”, destaca o coordenador da biblioteca, Rafael Antonio da Silva.

Como fazer cadastro na Biblioteca? 

A Biblioteca Municipal Terezinha Mendonça de França Duarte está localizada na rua Luiz Camilo de Camargo, 581, região central, no piso inferior do Open Shopping. O funcionamento é de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h. Vale lembrar que é obrigatório o uso de máscara dentro da biblioteca durante o tempo de permanência no local. O acervo da biblioteca, com mais de 17.000 títulos, pode ser consultado por meio deste site

Para quem quiser, é possível fazer cadastro na biblioteca de maneira presencial ou on-line. Atualmente, a biblioteca tem mais de 6.000 leitores cadastrados.

Para mais informações, os usuários e o público podem entrar em contato com a biblioteca pelo telefone (19) 3887-1684, pelo BiblioZap, serviço de atendimento via WhatsApp, cujo número é (19) 98970-7332, ou pelo e-mail bibliotecacentral.smc@hortolandia.sp.gov.br.

Confira abaixo a lista de livros sobre rock disponíveis na Biblioteca Municipal de Hortolândia:

TítuloAutor
Cazuza: Preciso dizer que te amo – Todas as letras do poetaLucinha Araújo
Metaformose ambulante – Vida alguma acontece, morte alguma coisa pode acontecerMário Lucena
Raul Seixas por ele mesmoSylvio Passos (organizador)
Confie em mim, eu sou o Dr. Ozzy – Conselhos do maior sobrevivente do rockOzzy Osbourne
Renato Russo – O trovador solitárioArthur Dapieve
Conversações com Renato RussoJúlio Vasco
Renato Russo de A a Z – As ideias do líder da Legião UrbanaSimone Assad
Cássia Eller – Canção na voz do fogoBeatriz Helena Ramos Amaral
The Beatles – AntologiaVários autores
Daisey Jones & The Six – Uma história de amor e músicaTaylor Jenkins Reid

Abertas inscrições para oficina do Pontos MIS sobre obra do cineasta brasileiro Leon Hirszman

Da Redação | Prefeitura de Hortolândia

Atividade on-line acontecerá nos dias 18, 20 e 25 deste mês, das 18h30 às 20h30

O cinema pode ser utilizado como uma poderosa ferramenta para estimular o engajamento político e a reflexão crítica em relação a problemas sociais. É com esse objetivo que o programa estadual Pontos MIS (Museu da Imagem e do Som) e a Prefeitura de Hortolândia promovem a oficina on-line “Por um cinema popular: Leon Hirszman, política e resistência”. As inscrições podem ser feitas por meio deste LINK. A oficina será nos dias 18, 20 e 25 deste mês, das 18h30 às 20h30. 

A oficina abordará o trabalho do cineasta Leon Hirszman (1937-1987) (foto), um dos principais realizadores do movimento Cinema Novo. O diretor se engajou na resistência contra a ditadura militar, ao longo dos anos de 1960 a 1980. Em seus filmes, buscou um diálogo amplo com o público, valorizou a cultura popular e propôs uma visão crítica contra o autoritarismo. A oficina analisará alguns de seus filmes, como “Pedreira de São Diogo”, “São Bernardo”, inspirado no romance de mesmo título de Graciliano Ramos, “Partido alto”, “Eles não usam black tie” e “ABC da greve”. A oficina será ministrada pelo professor Reinaldo Cardenuto, autor do livro “Por um cinema popular: Leon Hirszman, política e resistência”.

Festival “Planeta Rock” atrai público de 10.000 pessoas

Da Redação | Prefeitura de Hortolândia

Evento realizado pela Prefeitura lotou parque Chico Mendes com muito rock, no sábado e domingo (09 e 10/07)

Cerca de 10.000 pessoas, de diferentes gerações e tribos, lotaram o Parque Socioambiental Chico Mendes para conferir a 8ª edição do festival “Planeta Rock”, realizada pela Prefeitura de Hortolândia e a loja Planeta Hippie, no sábado e domingo (09 e 10/07). O prefeito José Nazareno Zezé Gomes esteve presente no evento. A programação contou com mais de 20 atrações de diferentes vertentes roqueiras. O evento teve também a campanha de arrecadação de alimentos não perecíveis do Fundo Social de Solidariedade de Hortolândia. 

Entre um show e outro, o evento movimentou a economia da cidade com a feira de artesanato, que contou com a participação de empreendedores que integram o programa EcoSol (Economia Solidária), desenvolvido pela Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social. 

O secretário de Cultura, Régis Athanázio Bueno, destacou que o evento foi marcado pelo encontro de gerações, que ajudaram a valorizar a cultura do rock e movimentar a economia da cidade. “É o resgate de um festival muito tradicional na cidade, agora com o apoio incondicional da Administração Municipal. O prefeito Zezé Gomes tem implantado ações para divulgar todas as culturas presentes no município. O rock é uma cultura que ultrapassa idades. O evento reuniu gerações de roqueiros, inclusive crianças. É uma cultura cíclica. Ha momentos que um estilo está mais em alta que o outro, mas o rock não deixa de existir. Notamos um público potente no ‘Planeta Rock’. Além disso, o evento movimentou a economia local, com a feira dos empreendedores do EcoSol, e a economia do setor de música. Bandas da cidade voltaram a se apresentar desde a realização da última edição do festival, há 11 anos. Houve ainda músicos que montaram bandas para participar do festival, dada a importância do evento. Temos ainda que destacar os idelizadores do festival, Wilson Bardou Júnior e Jairo Dekir, que foram incríveis, e a parceria das secretarias municipais e seus servidores envolvidos direta e indiretamente e, principalmente o prefeito, que prestigiou o evento e tem confiança na gestão e na equipe da Secretaria de Cultura. Inclusive, o prefeito já pediu a segunda edição do evento”, destacou Bueno.

Biblioteca Municipal de Hortolândia promove desafio de Cubo Mágico

Da Redação | Prefeitura de Hortolândia

Ação de férias acontecerá a partir desta terça-feira (12/07) até o dia 22 deste mês, das 9h às 16h

O Cubo Mágico está de volta! Nos anos de 1980, o brinquedo foi febre entre crianças e jovens. Agora, a moda já pegou até atletas profissionais, como, por exemplo, o jogador de futebol e ilustre morador do município, Gustavo Scarpa. Recentemente, ele postou nas redes sociais um vídeo mostrando suas habilidades com o brinquedo. Para animar pequenos e adolescentes que são feras no brinquedo, a Biblioteca Municipal Terezinha França de Mendonça Duarte, órgão da Prefeitura de Hortolândia, promove o “Desafio do Cubo Mágico”. A atividade começa nesta terça-feira (12/07) e vai até o dia 22 deste mês.    

A biblioteca irá disponibilizar sete cubos nas mesas da sala de estudo, das 9h às 16h. Cada participante terá uma hora para resolver o brinquedo. As três pessoas que resolverem o cubo em menor tempo serão as vencedoras. A premiação será com livros (um para cada vencedor), cadastro de leitor da biblioteca ou promoção para a categoria “Leitor VIP”, esta última para quem já for leitor cadastrado da bibloteca. O desafio é aberto para usuários cadastrados e o público em geral. Não tem limite de idade. Para participar, é só ir até à biblioteca, que está localizada na rua Luiz Camilo de Camargo, 581, região central, no piso inferior do Open Shopping. O funcionamento é de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h. “O desafio é uma brincadeira para movimentarmos a biblioteca no período de férias escolares de meio de ano”, destaca o coordenador do espaço, Rafael Antonio da Silva.

A Prefeitura de Hortolândia reforça a orientação que é obrigatório o uso de máscara dentro da biblioteca durante o tempo de permanência no local para participar do desafio. 

Para mais informações, os usuários e o público podem entrar em contato com a biblioteca pelo telefone (19) 3887-1684, pelo BiblioZap, serviço de atendimento via WhatsApp, cujo número é (19) 98970-7332, ou pelo e-mail bibliotecacentral.smc@hortolandia.sp.gov.br.

Projeto “Concertos Oficiais – Série Inverno” terá concerto do grupo Da Campana Pra Fora

Da Redação | Prefeitura de Hortolândia

Apresentação será, na terça-feira (12/07), às 20h, no CEMMH Maestro Ronaldo Dias de Almeida

Você sabe o que é dobrado? É um gênero musical brasileiro que é tocado por bandas marciais. O público poderá ouvir esse tipo de música no projeto “Concertos Oficiais – Série Inverno”, que a Prefeitura de Hortolândia promove, na próxima terça-feira (12/07), com o grupo Da Campana Pra Fora. O concerto será, às 20h, no Centro de Educação Musical Municipal de Hortolândia (CEMMH) Maestro Ronaldo Dias de Almeida, localizado na rua Vicente Palhão s/nº, Jardim Santa Cândida. Quem quiser assistir, deverá retirar os ingressos no local das 19h até as 19h45. A Prefeitura reforça que é obrigatório o uso de máscara durante o concerto.

O grupo apresentará um programa com obras dos compositores Pedro Salgado (1890-1973) e Antonino Manoel do Espírito Santo (1884-1913), dois dos principais autores de dobrados no Brasil. O Da Campana Pra Fora, com oito integrantes, é formado por instrumentos da família dos metais, tais como trompete, trompa, trombone e tuba. 

CONCERTOS OFICIAIS 

O projeto, realizado pela Secretaria de Cultura, promove a difusão da música clássica e a formação de público por meio das apresentações dos grupos do CEMMH, cujos integrantes são alunos e músicos formados no centro. A programação de concertos acontece durante o ano nas estações outono, inverno e primavera. 

Confira abaixo o programa do concerto especial do grupo Da Campana Pra Fora:

– “Colonel Bogey march”, de Kenneth J. Alford 

– “Cisne branco”, de Antonino Manoel do Espírito Santo

– “Coração de mãe”, de Pedro Salgado

– “Dois corações”, de Pedro Salgado

– “The stars and stripes forever”, de John Phillip Sousa

Prefeitura de Hortolândia participa de projeto de férias do Shopping

Da Redação | Prefeitura de Hortolândia

Biblioteca Municipal emprestará 30 títulos infantis para espaço de leitura do projeto “Férias Fantásticas”, que começa neste sábado (09/07) 

Durante as férias escolares de meio de ano, o desafio para as famílias é ocupar o tempo das crianças. Uma boa dica de lazer com os pequeninos é o projeto “Férias fantásticas”, que o Shopping Hortolândia realiza neste sábado (09/07), às 10h. A ação contará com a parceria da Prefeitura. 

O projeto terá o espaço “Exposição de HQ (História em Quadrinhos)” (foto). A Biblioteca Municipal Terezinha França de Mendonça Duarte, órgão da Prefeitura, emprestará cerca de 40 títulos infantis (livros e gibis) de seu acervo, que serão disponibilizados para incentivar o hábito da leitura nas crianças. O espaço ficará no 1º piso. 

“Com essa ação conjunta com o shopping, queremos divulgar a biblioteca e também incentivar a prática da leitura em um lugar com grande circulação de pessoas”, destaca o coordenador da biblioteca, Rafael Antonio da Silva.

Além desse espaço, o projeto terá programação de apresentações de teatro, na praça de alimentação. As crianças poderão também tirar fotos com as personagens As Princesas e O Novo Homem-Aranha. A programação será encerrada com uma caça aos livros. O projeto será realizado até o dia 31 deste mês. O shopping está localizado na rua José Camilo de Camargo, 5, Remanso Campineiro. O horário de funcionamento é das 10h às 22h (segunda-feira a sábado) e das 14h às 20h (domingo e feriados).

Escritora de Hortolândia doa livros para Biblioteca Municipal

Da Redação | Prefeitura de Hortolândia

A autora Eunice dos Santos Coelho fez a doação de 50 exemplares de seu novo romance, “Puppy Love”, para compor acervo do espaço

A Biblioteca Municipal Terezinha França de Mendonça Duarte, órgão da Prefeitura de Hortolândia, recebe a colaboração de uma moradora para ampliar o acervo. A autora Eunice dos Santos Coelho doou 50 exemplares de seu novo romance, “Puppy Love Mentiras estilhaçadas”, nesta semana. Os livros já estão disponíveis para empréstimo para os leitores cadastrados da biblioteca. 

Eunice, residente do Jardim Nova Hortolândia, é monitora infantil em uma ONG (Organização Não Governamental). Em paralelo a esse trabalho, ela é escritora. “Puppy Love” é seu quinto livro. 

De acordo com a autora, a ideia para escrever a obra surgiu na pandemia. A imposição do isolamento social intensificou o sentimento de solidão nas pessoas. Para tentar amenizar os efeitos da falta de contato humano, muita gente utilizou as redes sociais. “Conversei com pessoas, inclusive aquelas do meu convívio, que me relataram histórias de relacionamentos nas redes sociais que não deram certo”, conta Eunice.

A partir dessas experiências, a autora criou a história do livro, que é sobre duas meninas que se conhecem por meio de um aplicativo novo nas redes sociais. Após dificuldades, elas começam a se relacionar. Com o passar do tempo, uma das meninas descobre que a pessoa do outro lado é uma farsa. 

“Tudo que foi apresentado para essa menina não passava de mentiras que uma tela de vidro consegue ocultar. Surgem problemas, que vão muito além da distância, dos aspectos financeiro e virtual. A falta de empatia e de responsabilidade com os sentimentos de outra pessoa. Com tudo isso, o lado psicológico dessa menina vai sendo destruído, a ponto dela minguar por dentro”, explica a autora. 

Memes e linguagem das redes sociais

A autora utilizou a linguagem das redes sociais e memes nas partes do texto que são diálogos. Para provocar a imersão do leitor na história, a narração é feita em primeira pessoa e os personagens não têm nomes para identificá-los. O termo em inglês “puppy love” designa relacionamentos amorosos intensos, vivenciados principalmente por adolescentes.

A escritora publicou o livro com recursos da lei federal Aldir Blanc, que ofereceu subsídio para artistas, grupos, empresas e profissionais dos setores artístico-culturais da cidade afetados pela pandemia, com apoio da Prefeitura. Além da publicação da obra, a autora ministrou uma palestra on-line sobre os riscos e perigos de relacionamentos por meio das redes sociais. 

Eunice conta que já prepara o próximo livro, que fará conexão com outra obra que ela já lançou, intitulado “Um crime sem face”. “Será um livro no estilo das obras do autor americano Stephen King”, destaca a escritora.

O coordenador da biblioteca, Rafael Antonio da Silva, destaca a doação da autora que contribuiu para ampliação do acervo. “Estamos felizes com a doação da Eunice. Esperamos que os leitores cadastrados da biblioteca se interessem e leiam o livro dela, e que nos deem um retorno dizendo o que acharam da obra”, salienta o coordenador.

Acervo

A Biblioteca Municipal está localizada na rua Luiz Camilo de Camargo, 581, região central, no piso inferior do Open Shopping. O funcionamento é de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h. Vale lembrar que é obrigatório o uso de máscara dentro da biblioteca durante o tempo de permanência no local.

O acervo da biblioteca, com mais de 17.000 títulos, pode ser consultado por meio deste SITE. Para mais informações, os usuários e o público podem entrar em contato com a biblioteca pelo telefone (19) 3887-1684, pelo BiblioZap, serviço de atendimento via WhatsApp, cujo número é (19) 98970-7332, ou pelo e-mail bibliotecacentral.smc@hortolandia.sp.gov.br.